Roteiro de 5 dias em Buenos Aires

Buenos Aires

Em julho de 2016 nós fomos passar uns dias de nossas férias na capital portenha para comemorarmos nosso aniversário de um ano de casados!

Eu nunca tinha ido a cidade e Rafa tinha feito sua primeira viagem internacional para lá a muitos anos atrás.

Buenos Aires é uma cidade de extremos, há quem ame e quem odeie. Rafa, por exemplo, odiou a cidade na primeira visita, já euzinha aqui, AMEI!

Acho que gostar da cidade tem tudo a ver com um bom roteiro, tanto é que nessa segunda visita, Rafa voltou encantando com o lugar.

Sendo assim, resolvi compartilhar com vocês aqui o nosso roteiro de cinco dias na cidade para ajudar a vida de vocês.

Chegando no aeroporto! Vem com a gente! 🙂

Já escrevi um post sobre as principais Dicas de Buenos Aires, clique aqui pra ver tudo que você precisa saber para curtir a nossa amada vizinha Argentina.

Montando o roteiro – E agora?

Como falei no post que indiquei para vocês lerem acima, a cidade de Buenos Aires é super bem dividida em quadras o que facilita muito a locomoção.

Quando faço um roteiro tento colocar todos os pontos de um mesmo bairro ou de bairros próximos para serem feitos no mesmo dia! Façam isso minha gente! É garantia de economia de tempo e dinheiro gasto com locomoção.

Além disso, vejam quais são os seus interesses na viagem! Nós curtimos muito unir a viagem com a gastronomia e assim fizemos! Buenos Aires é convidativa para uma viagem gastronômica. Se tem uma coisa que os portenhos fazem com excelência é comer!

 

A capital argentina é repleta de parques o que permite uma infinidade de passeios ao ar livre. Além disso, é riquíssima em museus e shows. Tem passeio para todos os gostos!

Parques no Caminho!

Nosso Roteiro!

Vou falar sobre o roteiro de forma bem pontual para que o post não fique extremamente extenso! Apenas para vocês saberem tudo que é possível fazer e combinar em um mesmo dia.

A nossa divisão de acordo com os bairros ficou assim:

Dia 1 – Chegada no Aeroporto de Ezeiza + Recoleta

Dia 2 – Centro e Puerto Madero

Dia – 3 – Palermo e Villa Crespo

Dia 4 – San Telmo + La Boca

Dia 5 – Recoleta

Vem com a gente ver como ficou cada dia!

Follow me!
Dia 1 – Chegada em ezeiza e recoleta

No primeiro dia chegamos logo pela manhã no Aeroporto de Ezeiza. Este aeroporto fica um pouco mais afastado do centro, de modo que sai mais em conta contratar um transfer do que pegar um táxi.

Já havíamos contratado o transfer com o Diego, um super guia da cidade que encontrei pela pesquisa no instagram (@diegoairport). A vantagem é que você acerta tudo com ele via whatsapp e o pagamento é feito em real.

Do aeroporto fomos direto para o nosso hotel o Esplendor Plaza Francia localizado na Recoleta.

Lá esperamos a chegada do nosso dinheiro que, como eu disse no post de Dicas de Buenos Aires, fechamos com a Cambio Mais Brazucas e eles entregaram direto no hotel.

Com dinheiro em mão partimos para fazer o nosso primeiro dia de tour, na verdade, tarde.

Partimos pra almoçar no El San Juanino, que fica na Calle Posadas 1515, bem pertinho do nosso hotel. Pedimos vinho da Casa e empanadas. Não deixem de experimentar a empanada frita queijo com cebola, é espetacular até pra quem não gosta de cebola (rs). Cada empanada custou 25 pesos e 1 l do vinho da casa 80 pesos.

El San Juanino – créditos pro garçom que tirou essa foto mara! #sqn
Vinho da Casa, servido no pinguino e Empanadas!

De lá saímos e fomos conhecer os pontos turísticos da Recoleta.

Pontos Turísticos Visitados

➢ Faculdad de Derecho


➢ Floraris Generica


➢ Museo Nacional de Bellas Artes
➢ Plaza Francia – Tem uma feirinha de Artesanato aos sábados, domingos e feriados das 11 as 18
➢ Buenos Aires Design – Shopping – Restaurantes no Terraço
➢ Cemitério da Recoleta (pode entrar e visitar com o mapa que entregam ou pagar visita guiada) e Igreja Nossa Senhora Del Pilar.

Depois de caminhar bastante fizemos uma pequena pausa para um café! Gente, para tudo, os cafés de Buenos Aires são verdadeiros pontos turísticos e pra quem curte devem ser paradas obrigatórias. Aliás, acho que eu moraria lá só pra viver nos  cafés.

Nossa escolha para o primeiro dia foi o Café La Biela , um café de década de 20, que é ponto certo da Recoleta. Lá pedimos dois submarinos com medialunas e Dulce de Leche e gastamos uma média de 300 pesos o casal.

Após o café, já estava anoitecendo e decidimos voltar ao hotel para descansar e nos arrumar para o jantar.

A nossa escolha para o pra o primeiro jantar foi o La Cabrera Norte, famoso restaurante de carnes de lá. É importante fazer reserva pois o restaurante fica lotado.

Fizemos nossa reserva pelo Restorando. A comida é maravilhosa, nossa pedida foi Ojo de Bife e batatas fritas com huevos revueltos. Os vinhos tem preço barato, mas cuidado com o valor da água, peça para olhar o cardápio pois pagamos mais caro na água que no vinho.

Dia 2 – Centro e puerto madero

 

No segundo dia levantamos bem cedo e tomamos aquele café da manhã reforçado no hotel. Com o estômago bem forrado, corremos para desbravar o centro de Buenos Aires.

Escolhemos fazer o tour pelo centro no segundo dia por ser dia de semana e o centro estar mais movimentado.  Os arredores do centro são bem movimentados em dias de semana e no horário comercial, fora isso o ambiente fica um pouco mais deserto. Nunca deixa de verificar o melhor dia para conhecer cada ponto da cidade.

Por a Recoleta ser bem próxima ao centro optamos por fazer o nosso trajeto a pé. Abrimos o mapinha e seguimos em direção a famosa Avenida 9 de Julho.

➢ 9 de Julho – Obelisco  e Teatro Collon (tem opção de visitaa guiada e de comprar ingresso para alguma ópera)

Após visitarmos o obelisco e tirarmos a famosa foto no letreiro de Buenos Aires, descemos a pé pela Diagonal Norte até a Plaza Mayo, praça mais importante da cidade e cheia de pontos turísticos relevantes.

➢ Casa Rosada (tem visita guiada)

Casa Rosada

➢ Catedral Metropolitana – Vale absurdamente a visita.

Catedral Metropolitana

➢ Cabildo

Como a Plaza Mayo fica quase que paralela a Puerto Madero e já estava próximo ao horário do almoço, optamos por conhecer logo Puerto Madero para na volta desbravar o resto do centro.

Nossa escolha para o almoço foi o restaurante Happening, parilla que ouvimos falar muito bem por lá e optamos por fazer reserva pelo restorando para o nosso almoço. -O almoço saiu numa média de 700 pesos o casal com entrada, prato principal e bebidas não alcoólicas.

Caminhamos por todo Puerto Madero, conhecemos Puente Mujer e o Navio Fragata Sarmiento.

Puerto Madero e Puente Mujer ao fundo
Vamos terminar de conhecer o centro?!

 

Já de barriga cheia seguimos de volta para centro e lá caminhamos por toda Calle Florida. E conhecemos os seguintes pontos:

➢ Calle Florida – A rua mais famosa do comércio local

➢ Plaza San Martin – Inicio da Calle Florida
➢ Gallerias Pacifico – Shopping incrível que tem na região. A arquitetura é linda e possui a maioria das grandes marcas que os brasileiros amam. Se quiser fazer compras vale dedicar umas horas por aqui, embora os preços não sejam tão convidativos.

Finalizamos nossas andanças da tarde pelo centro num café, não poderia ser diferente. O café escolhido foi o famoso Café Tortoni. Pedimos uma porção de churros com Dulce de Leche e Chocolate Quente. Uma dica: Os portenhos são exagerados, um chocolate serve duas xicaras dessa da foto! Então dá pra dividir!

Pedimos um uber pois já não aguentávamos mais de tanto andar e voltamos para hotel para nos preparar para o jantar.

Nosso jantar foi no Pony Line, um dos restaurantes do luxuoso Hotel Four Seasons. É como se fosse um bar chiquezinho, que serve petiscos e o melhor Hambúrguer de Buenos Aires segundo algumas pesquisas.

O lugar é super bacana. Todos os dias rola uma música ambiente e às quartas e sábados tem DJ. É necessário reservar, só conseguimos direto no restaurante no dia anterior. O Hambúrguer saia a 250 pesos, bebida alcoólica carinha, porém não cobram cubierto e nem 10%.

Pony Line

Fomos caminhando do nosso hotel até o Four Seasons para o jantar, o que achamos super tranquilo e seguro. Na volta aproveitamos o frio que estava fazendo para fazer um pit stop em mais um famoso café da recoleta, o La Rambla. Lá pedimos um chocolate quente pra aquecer e encerrar a noite com chave de ouro.

dia 3 – palermo e villa crespo

O nosso terceiro dia começou e com ele mais um dia de muita caminhada! Mais uma vez fizemos todo o trajeto a pé. E como já disse no post de dicas, a decisão sobre hospedagem na Recoleta facilitou muito a fazermos os trajetos a pé.

Saímos da Recoleta cedinho em direção a Palermo, nossa primeira parada eram os bosques de Palermo. Os Bosques de Palermo, também conhecido como Parque 3 de Febrero, é uma enorme área verde onde estão o Rosedal, Jardim Botânico, Jardim Zoológico, Planetário e o Jardim Japonês de Buenos Aires.

Fomos a pé aproveitar a ciclovia que circunda todos os parques, percorrendo parte da Avenida Libertador.  Entretanto, para chegar até lá de transporte público, o ideal é descer na estação Plaza Italia do metrô, linha D verde, e caminhar duas quadras.

➢ Fomos ao Jardim Japonês

➢Planetário

➢ Monumento de Los Españoles

Seguimos caminhando pelos parques e praças até chegar ao hipódromo! O ambiente é  bem agradável para caminhada e a gente nem sentiu!

➢ Hipodromo de Palermo – É Lindo!!!! Vale super a pena! Chegamos para almoçar! O ambiente é super legal! Tem o desfile dos cavalos e depois as corridas! As corridas aos sábados começam as 14 e ocorrem de 30 em 30 minutos.

La dentro tem algumas opções de restaurantes, optamos pelo Puracepa! A entrada fica por dentro do casino e pra subir é necessário colocar os seus pertences no guarda volumes!

Nossa escolha foi um prato de Ojo de Bife com batatas rusticas e chopp Quilmes pra acompanhar. O preço justo e comida deliciosa! Dica valiosa: Chegue um pouco antes das 14 para pegar mesa na varanda e ver as corridas!

Tarde de Compras?! #SQN

Após o almoço saímos do Hipódromo em direção a Villa Crespo, mais uma vez acompanhados do nosso querido mapinha. Verificamos um caminho que nos levaria a Villa Crespo passando pelo Distrito Arcos.

➢ Distrito Arcos – O Distrito Arcos Outlet Premium fica na Calle Paraguay, nº 4979. Na esquina da com a Avenida Juan B Justo. É um outlet da rede Premium Outlets, porém não vá esperando preços de outlets americanos!

Vale a pena para conhecer mas os preços não são pechinchas, se garimpar é capaz de encontrar algo. A Freddo estava com uma super promoção, compramos dois potes gigantes de sorvete por uma pechincha!

Freddo em promoção!

Dica: Pegar o livreto com os cupons do outlet na cabine de informações.

Sem conseguir comprar nada no outlet seguimos para as lojas de ponta de estoque em Villa Crespo.

➢ Villa Crespo – Esquina Calle Curruchaga com Aguire. Achamos tudo caro também! A Lacoste tinha bons descontos acima de 5 ou 6 peças, nesse caso valia a pena!

Numa segunda viagem eu não voltaria, optaria por tomar café da Tarde na Malvon ou na Confeitaria Las Violetas, que são dois cafés famosos da cidade e que não tivemos tempo de conhecer.

➢ Calle Murillo – Tinha incluído também para essa tarde de compras uma ida a famoso rua que vende couros a preços convidativos, mas o cansaço e a frustração com a ausência de compras nos outros lugares nos fez desistir de seguir para lá.

Mais um jantar delicioso!

Voltamos para o hotel e nos arrumamos para o jantar. A escolha da noite foi o famoso Club de la Milanesa. Uma das especialidades argentinas são as milanesas, optamos então por conhecer a casa que leva o seu nome.

Club de La Milanesa

O restaurante vende uma infinidade de milanesas com vários sabores. Pedimos a mozarela empanada de entrada (de comer ajoelhado!!!). O Bife pra dois é enorme e você pode dividi-lo em dois sabores (sabor é o que vem por cima do bife).  Achamos um bom custo beneficio!

Milanesa pra dois!

O cardápio com os preços fica disponível no site, bem como os endereços espalhados pela cidade. Nós fomos na filial de Recoleta e estava super cheio. Como eles não fazem reservas o conselho é chegar cedo pra não enfrentar muita fila.

Dia 4 – san telmo e la boca

O nosso quarto dia foi um domingo, e domingo é dia de Feira de San Telmo! Ou seja, seu domingo em Buenos Aires já tem lugar certo! Reserve o dia pra esse passeio já que apenas nesse dia ocorre a feirinha de antiguidades!

Pegamos um uber e descemos na Plazo Mayo esquina com Calle Defensa. Chegamos bem cedo pra pegar a feira ainda no comecinho e sem muito tumulto.

A região da Plaza Mayo não fica muito movimentada aos domingos, concentrando o movimento da região apenas na Calle Defensa onde fica a feirinha.

➢ Feira de SanTelmo – Começa na Calle Defensa já na plaza mayo e vai até a Plaza Dorrego. Pra quem mora ou conhece o Rio, lembra a Feira do Lavradio só que em maiores proporções. Lá é uma boa opção pra comprar lembrancinhas e itens de frio, como gorro, luvas e cachecois.
➢ Estatua da Mafalda – Não deixe de parar e tirar aquela clássica foto com a rainha das histórias em tirinhas! Fica na Calle Defensa esquina com Calle Chile.


➢ Mercado de San Telmo – Calle Defensa 961 – Espécie de mercado municipal.

➢ Plaza Dorrego – Nesta Praça concentram-se os expositores mais antigos, pois lá que se teve o início da feira! Nessa região você irá encontrar a maioria dos produtos de antiguidades. Não deixe de assistir o tradicional show de tango que acontece na Praça!

Depois de percorrer toda a feira fomos para o tão esperado almoço no Parrilla La Brigada, o restaurante preferido da Paola do MasterChef. Pedimos após ler várias sugestões a Entraña e de entrada Chorizo. A carne é tão macia que cortam com colher.

O restaurante fica lotado, principalmente aos domingos, sendo necessário reservar para conseguir comer por lá. As reserva são só pelo telefone (+54 11) 43614685, liguei ainda do Brasil pra não correr o risco.

Tarde de Alegria para o Rafa!!!!

Saímos do restaurante e pedimos um Uber direto para La Boca, bairro onde fica localizado o estádio de La Bombonera e o famoso Caminito. Por ser um bairro mais humilde e afastado, não aconselham ir caminhando até lá, por isso optamos por fazer o trajeto de Uber que nos deixou na porta do estádio.

➢ Estadio de La Bombonera – Visita Guiada -Nós pagamos a visita guiada, levava ao vestiário, e ao campo pra tirar foto com a taça da libertadores.

➢ Caminito – Depois da visita ao Estádio seguimos a pé até o Caminito! Perguntar lá na Bombonera a rua mais segura para ir andando até o Caminito! Eles indicam! São três ou quatro quadras! Foi tranquilo de andar mas é melhor ir pela rua que eles indicam pois as outras ruas são mais desertas, além disso é importante não dar bobeira com os pertences!

Já caia a tarde quando acabamos de conhecer o Caminito e como não queríamos sair de lá a noite, pegamos um táxi num ponto em frente ao porto que fica na região e descemos na Recoleta.

Aproveitamos que estava rolando a feirinha na Plaza Francia e ali ficamos para comprar mais umas bugigangas!  hahahaha Quem ai ama feirinha?! Eu sou apaixonada e não perco uma oportunidade.

Jantar em Puerto Madero – tem que ter!

Um clássico portenho é jantar em um dos vários restaurantes espalhados em Puerto Madero. Como já tínhamos comido carne no almoço optamos por conhecer um Italiano que era super bem indicado!

A noite fomos jantar no Sottovoce Puerto Madero, um italiano de tirar o chapéu. Havia uma filial na Recoleta, quase na esquina do nosso hotel, mas eu não abri mão de conhecer o Puerto Madero a noite. A vista do restaurante é linda, comida maravilhosa, vinho com preço justo e atendimento muito bom!

Os pratos de massa são para dividir! Bem grandes (O da foto já é a porção dividida)! Comemos nhoque de sêmola gratinado. Fizemos a nossa reserva pelo Restorando que ganhava 20% de desconto e além disso eles dão prosecco de boas vindas.

O jantar foi maravilhoso e fechamos a noite caminhando por Puerto Madero.

A ida e a volta a Puerto Madero a noite nós fizemos de Uber e foi super fácil e baratinho.

dia 5 – compras e recoleta

O nosso último dia amanheceu chuvoso, já com cara de despedida! Havia programado um passeio ao ar livre pela Costanera Sur, parque que fica atrás de Puerto Madero, mas a chuva não ajudou!

Compramos um guarda chuva e colocamos a cara na rua pra conhecer o que faltava da Recoleta e fazer umas ultimas comprinhas.

Caminhamos pela Recoleta até chegar a famosa e linda El Ateneo, uma livraria que mais parece um museu. Nos perdemos horas pelos seus livros e corredores e de lá saímos para a saga dos vinhos.

Vinhos, como não?!

Como a maioria sabe os preços dos vinhos na Argentina são SUPER em conta e por isso nós não podíamos deixar de trazer algumas unidades na mala. 🙂

Existem muitas lojas que vendem vinho nas ruas e shoppings de Buenos Aires mas a pechincha mesmo vocês vão achar nos mercadinhos chineses. São mini mercados espalhados pela cidade que vendem de tudo. Tenho certeza que você vai esbarrar com um nas suas caminhadas.

Os mercadinhos são feinhos e apertados mas terão a maioria dos vinhos que tem nas lojas e por preços ainda menores. Só aconselho ir nas lojas caso queira algo muito especifico e especial.

Aproveitamos que estávamos com tempo e passamos num Carrefour que tinha no caminho para comparar os preços e mesmo assim os mercadinhos ganharam!

Vinhos comprados, vamos para o almoço!

Almoço, últimas compras e café!

Para nos despedir das melhores empanadas que já comemos na vida, voltamos ao San Juanino, pra mais uma surra de empanadas com vinho da casa! rs

A tarde fomos ao Recoleta Mall comprar Havannas pra trazer pra família e amigos e ver as modas dos shoppings de lá.

Outro lugar que fomos foi a Farmacity, farmácia de lá que vende produtinhos de beleza que a mulherada AMA e por um preço menor que no Brasil. Além disso, tem alguns produtos de marcas famosas que não chegam no Brasil e lá eu consegui encontrar!

A dica é pare em todas as Farmacitys que você achar no caminho, pois nem todas as lojas você vai achar todos os produtos!

Com as compras todas em ordem resolvemos tomar o último café da tarde na cidade e pra nossa tristeza o La Rambla estava fechado. Resolvemos então parar num café bonitinho que vimos próximo ao hotel, o Schiaffino Bistro. O ambiente era super fofo e lá passamos um tempinho curtindo aquele último café portenho!

Uma coisa que percebemos é que tinham muitos lugares fechados na segunda feira. Creio que talvez seja um dia de folga de alguns estabelecimentos! Por isso, fique de olho no funcionamento caso queira ir a algum lugar específico.

Nosso último jantar!

Para o nosso último jantar tínhamos feito reservas para a Parilla Don Julio, famoso restaurante de carnes na cidade. Porém como estávamos cansados e sairíamos na madrugada para o aeroporto optamos por pedir uma indicação no hotel de um restaurante pela Recoleta.

Para nossa sorte tivemos uma indicação maravilhosa, de um restaurante incrível na quadra do hotel, o  Fervor Recoleta.

O lustre!

A especialidade é frutos do mar, mas as carnes também são incríveis.

Não tinha lido sobre ele em nenhum Blog e pelo que vi é um restaurante super bem frequentado e concorrido na cidade. Ele é todo chiquezinho e não muito barato, mas estava lotado em plena segunda feira!

É isso pessoal, a boa vida em Buenos Aires acabou e de madrugada já partimos para o aeroporto.

Espero que tenham gostado do nosso roteiro!!! Qualquer dúvida deixem aqui nos comentários! Será um prazer responder!!!

Não deixe de nos seguir no Instagram para acompanhar nossas dicas em tempo real!

Siga também nossa página no Facebook!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *