Restaurante Da Silva: De volta à Ipanema

O bom filho a casa torna!

O restaurante Da Silva, queridinho dos cariocas e reconhecido por sua culinária tradicional portuguesa, está de volta a Ipanema bairro onde tudo começou.

Depois de dez anos afastado do bairro onde nasceu o Da Silva está de volta, a poucos passos do endereço original.

Nada melhor do que aquela memória afetiva de voltar ao bairro onde tudo começou, fazendo a alegria de seus clientes fiéis.

Hoje fomos conhecer a nova casa do Da Silva e esse foi o sentimento que tivemos: um restaurante família onde fazem de tudo para que o cliente se sinta em sua própria casa.

Tivemos o prazer de conhecer o Jonatan, responsável pela casa, que foi um amor de pessoa! Nos contou tudinho sobre a história do restaurante, sobre os pratos e nos atendeu super bem!

E assim foi com todos os clientes! Reparamos que lá os clientes são tratados como família e já tem seus pratos queridinhos que não podem faltar em nenhum dia!

O ambiente

A nova casa foi instalada num casarão de dois andares no coração de Ipanema, na Rua Vinicius de Moraes.

A decoração remete as tradicionais tascas portuguesas, bem aconchegante mesmo! No segundo andar as paredes de tijolinho e uma estante de livros de gastronomia portuguesa dão um toque especial a esse cantinho familiar de Ipanema.

Os salões são bem amplos, iluminados  e com janelões com vista para rua, perfeito para fazer o cliente se sentir em casa.

A casa é bem grande e tem espaço para cento e dez pessoas, uma raridade em Ipanema.

O Cardápio

O Da Silva de Ipanema funciona apenas para almoço com sistema de self service à quilo. Porém, fique de olho que em breve a casa passará a abrir a noite com sistema a la carte.

O cardápio é variado com opções para todos os gostos! O forte é a culinária portuguesa mas há opção, sendo possível encontrar saladas, carnes e até mesmo a tradicional feijoada brasileira.

Todos os dias tem opções diferentes, mas não pode faltar a mesa em nenhum dia o bacalhau espiritual (desfiado e gratinado com creme de leite), bacalhau a lagareiro (bacalhau fresco) e o arroz de pato (com linguiças e azeitonas).

Pra começar o nosso almoço pegamos os tradicionais bolinhos de bacalhau, que são de cair o queixo, o bolinho de bobó de camarão (novidade que está fazendo sucesso na casa), pastel de queijo e croquete de carne.

Todos estavam deliciosos, sequinhos e crocantes! Poderíamos passar o dia todo ali com os amigos bebendo uma cervejinha e comendo essas delícias.

Como prato principal provamos primeiro o arroz de pato originado no Antiquários (restaurante comandado pelo pai do dono do Da Silva) e queridinho dos clientes desde que entrou no cardápio do Da Silva. Estava simplesmente divino.

Depois fomos com tudo aos pratos de bacalhau e provamos o Bacalhau Espiritual e o Bacalhau Lagareiro, ambos espetaculares.

Nosso conselho: façam diversos pratos pequenos e provem um pouquinho de cada um.

As sobremesas: é uma casa portuguesa, com certeza!

A área das sobremesas é um espetáculo a parte!!! Os doces tradicionais portugueses feitos com as receitas da família são de dar água na boca.

Não podem faltar pasteis de belém, toucinho do céu, ovos nevados, ovos moles, papo de anjo (feito com gemas de ovos batidas e cozidas), quindim, encharcada de ovos, palha  e siricaia (leite condensado com ovos e canela gratinada).

Pra quem não curte doces portugueses há também uma enorme variedade de de doces como mousse de limão e chocolate, criações da casa como o estrogonofe de brigadeiro e de nozes, pudim de leite e tapioca e Rocambole.

Um caso a parte é a sobremesa baba de camelo, como é chamada em Portugal, de cair o queixo a sobremesa é pedida pelos clientes se não tiver na mesa e fazem fila para comer quando colocam na mesa!

Não é brincadeira gente, em menos de cinco minutos na mesa os clientes acabaram com uma travessa inteirinha! Provem e me digam o que acharam!

O conselho para sobremesa é: prove TODAS! Coloque uma colherada de cada uma no prato e seja feliz! O prato é grande e favorece esse sistema! rs

Valores, Horários e “Em casa”

Os valores do Buffet variam de acordo com o dia e o horário. Durante os dias de semana das 11:30 às 14:30 o valor é de R$ 84,90 o quilo e a partir das 14:30 até às 16 horas o valor passa para R$ 79,90. Já nos Finais de Semana é de R$ 94,90 o quilo e o funcionamento é das 12 às 17 horas.

A proposta da casa é apresentar uma culinária de qualidade, com as receitas exclusivas da família e preços acessíveis.

Além disso, é possível ter as delícias do Da Silva em sua casa. Eles vendem os pratos prontos e você pode inclusive levar o seu refratário que eles já colocam nele e aí é só você botar na mesa quando chegar em casa! rs

O refratário dos doces portugueses custa em média R$ 90,00 e os pedidos devem ser feitos pelo telefone e retirados diretamente na loja. É possível também pedir pelo Ifood porções individuais!

Na época de natal eles também aceitam encomendas e nesse período eles fazem o serviço de entrega! Ou seja, você pode ter um Bacalhau maravilhoso na sua ceia e sem nenhum trabalho! Já salva essa dica!

Informações Úteis

Da Silva Ipanema

Endereço: Rua Vinicius de Morais, n 174

Telefones: (21) 32683959

Horário de Funcionamento: De Segunda a Sexta das 11:30 às 16 horas/ Finais de Semana e Feriados de 12 às 17 horas.

Instagram: @dasilva_restaurante

Site: http://www.dasilvarestaurante.com.br/

 

 

Como Economizar em NY: The SightSeeing Pass

É possível economizar em Nova York?

Perguntinha recorrente em nossas redes sociais é se é possível economizar numa das cidades mais caras e badaladas do mundo. E a resposta é SIIIIIM!

Sempre é possível economizar em qualquer destino e o nosso papel por aqui é passar essas dicas para vocês.

Nova York é uma cidade que tem muitas atrações, a maioria pagas e que queremos fazer todas, pelo menos na primeira vez que visitarmos a cidade!

Como pensar em visitar a cidade e não ir a Estátua da Liberdade, ao Empire State, One World Trade Center, MET, Museu de História Natural e Top of The Rock.

Estes são passeios que você vai querer fazer, então a solução é ver a melhor forma de economizar na compra!

Por isso, quando compramos a viagem já comecei a buscar a melhor e mais econômica opção de comprar todos esses tickets para não gastarmos todo o nosso orçamento com os ingressos.

Nessas pesquisas conheci os famosos “pass” que nada mais são do que diversos passes da cidade que contém ingressos para as atrações mais famosas.

Usar ou não usar os famosos “pass”?

Até irmos a Nova York nunca tínhamos ouvido falar nessa modalidade de tickets, realmente, por puro desconhecimento, nunca usamos e NY foi nossa primeira vez!

Por isso pesquisamos para ver o que mais compensaria e se efetivamente compensaria.

Lemos muito a respeito e vimos algumas opiniões contrárias (não se deixem levar por elas, lembre-se que a internet tem um mar de informações, calculem e tirem suas próprias conclusões) mas achamos que compensava por dois motivos: 1) o valor e 2) agilidade.

No quesito valor fizemos as contas de quanto gastaríamos se comprássemos todos os tickets individualmente e comparamos com o valor do “pass”. Ponto para o pass que saiu mais barato.

Já na questão de agilidade lemos bastante e vimos que um grande problema dos pontos turísticos de Nova York são as filas. E confirmamos quando chegamos lá que realmente perde-se muito tempo para comprar os tickets na hora.

Sendo assim, nada melhor do que já ter o código em seu celular e trocar num guichê exclusivo.

A nossa escolha: The Sightseeing Pass

Dentre os milhares de passes desse tipo achamos o The Sightseeing Pass a melhor opção.

O The Sightseeing Pass é o passe que possui o maior número de atrações, são mais de 100 atrações a sua escolha.

Diferente das outras opções que encontramos que possuíam apenas as atrações mais “clichês” (museus e observatórios), o The Sightseeing Pass tem várias opções incríveis que você pode utilizar na sua viagem.

Nele é inclusa a visita guiada ao Madison Square Garden, passeio até o Outlet Woodbury, diversos tours guiados, bike no Central Park, Madame Thoussaud, vários tipos de passeios de bairro pela ilha de Manhattan, NFL Experience (a mais nova atração da cidade), por exemplo.

Além disso, possui diversos tours gastronômicos em várias áreas da cidade, um novo tour fashion e tours de locações de filmes que se passaram na cidade.

Pra melhorar ainda mais, é o único passe que inclui os ônibus hop-on-hop-off que são muito utilizados na cidade, já que numa rota de ônibus você consegue conhecer diversos pontos turísticos.

Os ônibus do hop-on-hop-off são oferecidos em três rotas: Uptown, Downtown e Brooklyn.

O melhor de tudo é que é o único que possui o One World Observatory, o observatório no topo do novo World Trade Center, que na nossa opinião era o que tinha a vista mais bonita da cidade.

Para ver todas as atrações clique aqui.

Como utilizar o The SightSeeing Pass?

A compra do The SightSeeing Pass é feita diretamente pelo site deles. Você optar por retirar seu ticket em NY ou recebê-lo por email e salvar no celular (o que eu acho bem mais prático).

Na hora da compra você terá duas opções: O The SightSeeing Pass ou o The SightSeeing Flex Pass.

O The SightSeeing Pass você escolhe o número de dias que quer usar (conta corrido a partir do primeiro uso) e pode visitar todas as 100 atrações disponíveis durante o período de dias contratados.

Nesta opção você terá incluso os três trajetos do hop-on-hop-off durante o período de utilização.

Já o The SightSeeing Flex Pass você escolhe o número de atrações que quer visitar: 2, 3, 4, 5, 6, 7 ou 10 Atrações dentre 100 opções, e paga de acordo com o número de atrações, podendo escolher livremente dentre as opções no período de 30 dias do primeiro uso.

No Flex, o hop-on-hop-off também pode ser usado mas conta como uma das atrações contratadas.

O mais legal é que a escolha não precisa ser feita na hora da compra, você pode escolher na hora de usar já em NY, quer mais flexibilidade do que isso?

É importante ficar ligado que alguns tours tem datas marcadas e você precisa agendar pelo link das atrações. Na lista de atrações do site tem os que necessitam ser agendados e um calendário do lado para que você realize o agendamento.

Na hora de usar, se for um ponto que não precise de agendamento, basta procurar o guichê do The Sightseeing Pass, apresentar o ticket e retirar o ingresso da atração.

Nossa opinião!

Nós amamos a escolha do The SightSeeing Pass. Usamos o de três dias e valeu super a pena.

Além de economizarmos, poupamos muitas filas nas atrações.

Já queremos voltar com mais tempo para aproveitar mais atrações do The Sightseeing Pass.

Uma outra dica é que o The SigthSeeing Pass não existe só em NY, diversas cidades dos Estados Unidos também tem essa opção, então não deixem de conferir e contar para gente o que acharam.

Informações Úteis

The sightseeing pass

Site: https://www.sightseeingpass.com/pt/new-york

Instagram: @thesightseeingpass

Facebook: The SightSeeing Pass

 

Siga o nosso Instagram @viagenspracasal e acompanhe nossas dicas de viagem em tempo real! 😉